Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

INSS amplia atendimento mas não acaba com filas em SP

Boa parte dos postos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em São Paulo passou a atender o público em horário ampliado nesta segunda-feira. Agora, 93 agências vão funcionar das 8h às 18h, e não mais apenas até as 14h. Mas os segurados continuam enfrentando os mesmos problemas: filas enormes durante a madrugada e distribuição de senhas para limitar o atendimento.Os novos horários foram criados para minimizar o problema das filas. A idéia do ministro da Previdência Social, Nelson Machado, era evitar que as pessoas tivessem de dormir na porta das unidades. Contudo, isso não mudou, e em alguns postos quem não acordou cedo demorou mais de oito horas para ser atendido.O metalúrgico José Edgar Reis da Silva, 42 anos, chegou à agência da Rua Santa Marina, na Zona Oeste, às 7h de hoje, e só conseguiu ser atendido às 15h30. "Não adianta mudar o horário de funcionamento, pois não há servidores suficientes. Por causa disso, tem poucos guichês atendendo", disse ele, que esperava o resultado de uma perícia médica.A situação das filas também não mudou no posto de Pinheiros, também na Zona Oeste. Centenas de segurados aguardavam a abertura do posto nesta segunda, por volta das 7h.Questionado sobre a distribuição dos números, o superintendente estadual do INSS, Antônio Carlos Lima, disse que o problema será corrigido em breve.

Agencia Estado,

16 de janeiro de 2006 | 22h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.