finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

INSS chama beneficiários cadastrados por procuração

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou edital de notificação a 6.871 beneficiários que responderam ao censo através de procuradores ou de representante legal e não foram encontrados pelos pesquisadores do órgão nos endereços declarados. Esses beneficiários têm prazo de 30 dias para comparecer à agência da Previdência Social que mantém o benefício. Caso não compareçam, os benefícios serão bloqueados por 90 dias. Após esse prazo, serão cessados.Quem responder ao chamado por meio de representante legal receberá nova visita dos pesquisadores do INSS para comprovação de vida do titular do benefício. Será necessário apresentar, obrigatoriamente, o CPF e um documento de identidade (RG, CTPS/CP, Passaporte, CNH ou Registro de Conselho Profissional) do titular do benefício, bem como, em caráter complementar, comprovante de residência, Número de Identificação do Trabalhador (NIT) e Título de Eleitor. O Ministério da Previdência Social já recenseou, desde novembro de 2005, um total de 16.573.223 segurados dos 17.197.837 previstos pelo censo previdenciário em todo o País. O total de benefícios cancelados direta ou indiretamente pelo censo é de 511.188 benefícios - 74.824 benefícios foram cancelados porque os segurados não compareceram a agência bancária para responder o censo e 436.364 por motivos diversos, como morte de segurados e maioridade dos dependentes. A economia anual para os cofres do INSS já soma um total de R$ 416.998.142,34.

AE, Agencia Estado

29 de agosto de 2007 | 10h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.