INSS restringe crédito a aposentado

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou hoje, no Diário Oficial da União, instrução normativa que reduz o comprometimento de renda dos segurados no crédito consignado tradicional (desconto em folha) de 30% para 20% da renda mensal. Dez por cento da renda poderá ser comprometida com compras na modalidade cartão de crédito, também consignado. A norma complementa outra norma publicada no dia 21 de dezembro do ano passado, em que o INSS permitiu a extensão de 36 parcelas para até 60 o limite máximo de crédito consignado. As medidas, de acordo com o INSS, pretendem estimular os bancos a oferecerem cartão de crédito aos aposentados e pensionistas interessados, já que esse é um pedido antigo das entidades representativas dos segurados. A taxa de juros máxima que poderá ser cobrada pelos bancos no cartão de crédito é de 3,7% ao mês, mais alta que o teto de juros da modalidade tradicional (debitado na conta), que é de 2,64% ao mês. Com a publicação da instrução normativa a partir de hoje ficam valendo as novas regras e o INSS deve liberar as novas concessões que estavam suspensas desde a quarta-feira (dia 2).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.