carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

INSS volta ao normal; SP pode parar semana que vem

O atendimento nos postos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) volta ao normal nesta sexta-feira, 22, após a paralisação de dois dias dos servidores administrativos. Mas, a partir da próxima semana, São Paulo pode ter greve por tempo indeterminado. Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência (Sinsprev) no Estado, José Rubens Decaris, haverá uma assembléia dos servidores na semana que vem para definir a saída da mesa de discussão com o governo.Nos outros Estados a probabilidade de uma paralisação nas agências da Previdência Social também não foi descartada e uma plenária será realizada no domingo em Brasília. ?A diferença é que em São Paulo, independentemente do resultado da votação nacional, está praticamente definida a greve.? A categoria pede aumento real de salário e protesta contra o Plano de Carreiras, Cargos e Salários apresentado pelo INSS.Segundo a Previdência, só uma agência no Estado ficou totalmente parada: a República, no centro da capital. Em 69 o atendimento foi parcial e as outras 100 funcionaram normalmente.Prazo dos peritosJá com relação aos peritos do INSS, o prazo dado pela Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) para o governo apresentar soluções para a violência sofrida pela categoria nos consultórios termina nesta sexta. ?Eles têm até sexta para nos dizer como pretendem controlar a segurança nas agências consideradas de alto risco. Não dá mais para continuar. Se a situação não mudar, teremos de tirar os médicos destas agências?, afirma o vice-presidente da ANMP, Luiz Carlos de Teive e Argolo. A categoria também esteve em greve nos últimos dias, em protesto contra agressões sofridas nos postos do INSS.

Agencia Estado,

21 de setembro de 2006 | 23h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.