Instabilidade e cautela antes de feriado elevam dólar

O dólar fechou em alta nestaterça-feira, refletindo a cautela dos investidores diante dainstabilidade internacional e do feriado no mercado paulista naquarta-feira. A moeda norte-americana terminou o dia a 1,614 real, emalta de 0,75 por cento. Em julho, a valorização acumulada é de1,06 por cento. O dólar começou o dia em queda, reagindo a uma operação devenda de maior porte no início das operações. Aos poucos, noentanto, a cautela dos agentes com a instabilidade recente domercado pressionou a taxa de câmbio. "É muito em função do quadro de incerteza que está seinstalando no país, principalmente no aspecto financeiro",disse Carlos Alberto Postigo, operador de câmbio do BancoPaulista. "O próprio Ibovespa está destoando (neste pregão) dasbolsas lá fora", comentou. O índice da Bolsa de Valores de São Paulo só passou a subirno final da tarde, mas seguia abaixo dos 60 mil pontos porconta do desempenho ruim das commodities --em especial opetróleo, cuja baixa de mais de 5 dólares por barril afetava asações da Petrobras . Para analistas do banco BNP Paribas, o dólar também éafetado diretamente pela variação do preço das matérias-primas,já que elas compõem boa parte do superávit comercial do país."O real deve sofrer se isso (queda dos preços) continuar",disseram em relatório. O feriado de quarta-feira em São Paulo, que comemora oaniversário da Revolução Constitucionalista, também pode tercontribuído para a alta do dólar. "Você tem um dia atípico amanhã", disse Jorge Knauer,gerente de câmbio do Banco Prosper, no Rio de Janeiro. Sem omercado paulista, muitas operações podem ter sido antecipadas,explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.