Instabilidade financeira mundial está aumentando, diz FMI

O comitê gestor do Fundo MonetárioInternacional (FMI) afirmou no sábado que a instabilidadefinanceira mundial aumentou desde o último trimestre do anopassado e que a política monetária deveria ter como meta aestabilidade de preços no médio prazo. "Nas economias avançadas, a política monetária deveriacontinuar a ter como meta estabilidade de preços a médio prazoe ao mesmo tempo responder com flexibilidade aos sinais dedeclínio econômico mais prolongado e marcante", o comitêassinalou em um comunicado após uma reunião de praxe emWashington. "Política fiscal pode também desempenhar um papelcontracíclico útil", diz o texto. O comitê do FMI afirmou que houve redução no crescimentoeconômico mundial e as perspectivas de crescimento para 2008 e2009 se deterioraram. "Os riscos para o futuro vêm dos eventos que ainda nãodespontaram nos mercados financeiros e da piora potencial dosciclos de crédito e habitação. Riscos inflacionários--notavelmente dos preços mais altos dos alimentos, energia eoutras commodities-- também aumentaram", diz o comitê do Fundo. O FMI fez um chamado aos encarregados das políticaseconômicas para reagirem à situação dando apoio à atividadeeconômica e garantindo que a inflação fique sob controle. Nos Estados Unidos, alívio fiscal temporário vai ajudar aconter os riscos de declínio no crescimento, afirma odocumento. O comitê do FMI assinalou que os países em desenvolvimentoe os mercados emergentes "estão até o momento continuando acrescer fortemente e mostram poder de recuperação diante dacrise financeira em andamento, embora suas perspectivas deexpansão tenham sido moderadas e os riscos de inflação estejammais altos". (Reportagem de Lesley Wroughton e David Lawder)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.