Instabilidade global e pessimismo da Bovespa elevam dólar

Dólar avança 0,50% para R$ 1,6110. Bovespa caía quase 3% no final da tarde

Reuters,

03 de julho de 2008 | 16h19

O dólar fechou em alta nesta quinta-feira, acompanhando a oscilação internacional e o mau humor da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) na véspera de um feriado nos Estados Unidos. A moeda norte-americana avançou 0,50%, a R$ 1,6110. Em três sessões do mês, o dólar acumula alta de 0,88%. O mercado global teve um dia de instabilidade com o aumento do juro na Europa e sinais de fraqueza do mercado de trabalho e do setor de serviços nos EUA. Além disso, a Bovespa caía quase 3% no final da tarde, influenciada por ações de siderúrgicas e de empresas aéreas. O principal índice da bolsa paulista operava abaixo dos 60 mil pontos pela primeira vez desde março. Segundo analistas, a saída de investidores estrangeiros do mercado brasileiro de ações foi um dos principais fatores para o déficit no fluxo cambial em junho. O movimento no mercado perdeu força no final da tarde com a proximidade do feriado nos Estados Unidos. A comemoração do Dia da Independência, na sexta-feira, antecipou o fechamento das bolsas e de outros mercados em Nova York. "O mercado (no Brasil) deve parar um pouco amanhã, porque é feriado lá fora. Agora à tarde já começou a tirar um pouco o pé, cair um pouco a liquidez", disse o operador de câmbio de uma corretora nacional, que preferiu não ser identificado. O Banco Central realizou um leilão de compra de dólares na última hora de negócios. Foi aceita uma proposta, segundo um operador, com taxa de corte de R$ 1,6079.

Mais conteúdo sobre:
DólarBovespaMercado financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.