Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Instituições financeiras dos EUA podem ser multadas em US$ 1 bilhão

A Procuradoria-Geral de Nova York, a Securities and Exchange Commission (SEC - a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) e outros órgãos reguladores estão discutindo multas às maiores instituições do mercado financeiro norte-americano que podem chegar a mais de US$ 1 bilhão, em uma ampla investigação que as acusa de divulgar análises enganosas sobre ações, durante o boom do mercado acionário nos anos 90, afirma Wall Street Journal.Atualmente, estão sob discussão multas superiores a US$ 500 milhões contra o Citigroup e aproximadamente US$ 200 milhões ao Credit Suisse First Boston (CSFB), unidade do Credit Suisse Group, de acordo com pessoas próximas do assunto. As porta-vozes do Citigroup e do CSFB não comentaram o assunto. Esta seria a maior punição já aplicada ao setor.Os órgãos reguladores estão buscando multar em aproximadamente US$ 75 milhões cada, outras instituições de títulos e valores mobiliários, inclusive a Goldman Sachs, Morgan Stanley, Lehman Brothers, Deutsche Bank, UBS e Bear Stearns, afirmam pessoas ligadas ao assunto. Representantes dessas empresas não quiseram fazer comentários.As penalidades precisam ser finalizadas, sendo que esses termos podem ser alterados se as firmas adotarem controles internos que reflitam o que os órgãos reguladores estão exigindo. Ainda não está claro se as firmas vão admitir má conduta, como parte de um acordo. Nesses tipos de pactos, as firmas geralmente concordam em pagar as multas, sem admitir ou negar as alegações.

Agencia Estado,

22 de novembro de 2002 | 16h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.