Instituto chinês vê expansão de 9% em 2009

A China deve expandir-se em 9 por cento em 2009, apesar da crise financeira global, se Pequim introduzir medidas de estímulo, afirmou um importante instituto local nesta quinta-feira. Os economistas do Centro Estatal de Informação, liderado por Fan Jianping e Zhu Baoliang, apontaram uma chance de 60 por cento de o crescimento ser nesse ritmo previsto, que assume baixa expansão, mas não recessão, nos Estados Unidos, Europa e Japão. O instituto prevê para este ano um crescimento econômico de 9,8 por cento. (Por Lu Jianxin e Langi Chiang)

REUTERS

30 Outubro 2008 | 07h42

Mais conteúdo sobre:
MACRO CHINA PREVISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.