Instituto Ifo eleva previsão de crescimento para a Alemanha

O instituto econômico alemão Ifo elevou suas previsões para o Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha em 2009 e 2010 nesta terça-feira, mas disse que condições ruins para o crédito e a retirada dos estímulos pelo governo deixariam a maior economia da Europa enfraquecida.

REUTERS

15 de dezembro de 2009 | 09h11

O instituto espera que o PIB alemão tenha um declínio de 4,9 por cento neste ano, a pior performance anual após a Segunda Guerra Mundial, mas acima da previsão de junho de uma contração de 6,3 por cento.

Para 2010, o instituto baseado em Munique projetou que o PIB da Alemanha crescerá 1,7 por cento, comparado à sua previsão anterior de uma contração de 0,3 por cento. Em 2011, o Ifo espera que crescimento do PIB desacelere para 1,2 por cento.

"Os impulsos de recuperação vão se fortalecer um pouco, mas as medidas de estímulo introduzidas como parte dos pacotes de crescimento do governo vão gradualmente terminar", disse o Ifo em declaração.

"Além disso, as barreiras de crédito a novos investimentos e empregos vão continuar altas. O desenvolvimento da economia alemã vai, portanto, ser fraco e nós não vemos uma retomada econômica auto-sustentável."

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHACRESCIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.