Integrantes do Via Campesina invadem sede da Aneel

Cerca de 300 integrantes da Via Campesina - organização sem fins lucrativos que luta pelos direitos de camponeses no mundo inteiro, enfocando questões como a reforma agrária, agroecologia e o fim de pesquisas e comercialização de transgênicos - invadiram na manhã de hoje, por volta das 6h15, a sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que realizará, a partir das 10 horas, o leilão para a construção da primeira usina hidrelétrica no Rio Madeira. A Polícia Militar já está no local e afastou a imprensa para retirar os manifestantes. O protesto é contra o leilão e, segundo o movimento, faz parte da "jornada de lutas nacional contra a privatização das águas e a atuação das transnacionais no Brasil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.