finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Internet de alta velocidade vale a pena?

O internauta que pretende deixar sua máquina mais veloz com os novos serviços de acesso rápido deve estar atento aos custos que o produto pode oferecer. De acordo com Gabriela Antônio Gliternik, técnica do Procon-SP, órgão de defesa do consumidor, antes de assinar o contrato, o consumidor deve avaliar se o serviço de acesso rápido à Internet é realmente necessário e se não vai prejudicar suas finanças. As opções de serviços de acesso rápido à Internet existentes no mercado não são baratas. Principalmente para quem usa pouco o serviço pouco. "Se o consumidor utiliza a rede por poucas horas, sai mais barato adquirir uma nova linha telefônica e instalar um modem mais veloz em seu computador", ressalta a técnica do Procon-SP. O Procon-SP e o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) ainda não registraram nenhuma reclamação sobre isso. Opções no mercadoPara adquirir o Speedy, da Telefônica, além de pagar a instalação e a mensalidade do produto, o consumidor precisa ter uma linha telefônica, um computador com configurações mínimas como, por exemplo, uma placa de rede - que permite o computador ser conectado em rede. A Telefônica instala na casa do cliente um modem ADSL e o splitter, o aparelho que separa as transmissões de voz e dados. O splitter permite que o internauta consiga falar ao telefone e navegar na Internet ao mesmo tempo. O modem ADSL permite o acesso rápido à Internet e libera a linha telefônica para ser utilizada ao mesmo tempo que o consumidor está na rede. (veja preços na tabela abaixo). O consumidor paga uma mensalidade que lhe dá direito de utilizar o serviço por tempo ilimitado.No caso das conexões via cabo, os requisitos são outros. O consumidor precisa ter a assinatura da TV a cabo e comprar ou alugar um modem. O acesso rápido via cabo é um serviço de acesso bidirecional à Internet em alta velocidade que utiliza a mesma rede de cabos da sua TV por assinatura. É a chamada Internet Banda Larga, que possibilita maior velocidade, interatividade e conexão contínua independente da linha telefônica. A NET é a empresa de TV por assinatura que oferece o serviço Vírtua. O Ajato é o serviço oferecido pela empresa TVA. Na conexão a cabo, o consumidor também paga uma mensalidade que lhe dá o direito de utilizar o serviço 24 horas sem restrições.Cuidados antes de adquirir o serviçoGabriela recomenda ao consumidor consultar outros usuários do sistema para avaliar as vantagens do produto. Ela avisa que o consumidor deve estar ciente de todas as informações técnicas do serviço antes de contratá-lo. O segundo passo para o consumidor é exigir uma cópia do contrato de adesão e um prazo para a instalação do serviço. "Como o pedido destes produtos é feito por telefone ou por Internet é importante o consumidor ter em mãos uma cópia do contrato para garantir seus direitos", avisa a técnica do Procon. Se o prazo de instalação do serviço não for cumprido, o consumidor pode optar por rescindir o contrato, exigir o cumprimento imediato do contrato ou por abatimento no preço final. Veja os preços dos principais serviços de acesso rápido via InternetServiçoInstalaçãoMensalidadeSpeedy da TalefonicaR$ 210,00até 256 Kbps - R$ 50,00 até 512 Kbps - R$ 120,00até 2 Mbps - R$ 410,00O aluguel do modem custa R$ 14,80 por mêsVírtua da NETR$ 70,00 128 Kbps - R$ 31,00192 Kbps - R$ 46,00256 Kbps - R$ 70,00320 Kbps - R$ 108,00384 Kbps - R$ 159,00448 Kbps - R$ 221,00512 Kbps - R$ 239,00O aluguel do modem custa R$ 16,00 por mêsAjato da TVAR$ 120,00128 Kbps - R$ 29,00256 Kbps - R$ 49,00Kbps - R$ 240,00O aluguel do modem de R$ 20,00 por mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.