Internet quer mais consumidores

Os dados fazem parte da 7.ª pesquisa Internet Pop realizada pelo Ibope em maio, e mostra que este número está estabilizado. O diretor de audiência do Ibope, Antônio Ricardo Alves Ferreira diz que, apesar de o índice de internautas que participam do comércio eletrônico ter sido de 15% em dezembro, não considera que tenha havido um recuo. Isso porque essa redução já é esperada nessa época, pois as compras de fim de ano ficam acima do padrão. Pela primeira vez o Ibope levantou qual o valor gasto nas compras. A maioria, 51%, gastou R$ 100 nos últimos três meses. Os negócios ainda se concentram nas compras de livros e CDs. Os gastos médios mensais são em torno de R$ 30. Além disso, a base de internautas aumentou de 4,5 milhões para 4,8 milhões. Medo da ação de hackers inibe o crescimento de clientes O diretor do Ibope diz que os obstáculos que inibem a participação dos internautas no comércio eletrônico são o receio em fornecer os dados do cartão de crédito para o pagamento, a pouca opção de produtos nos sites e os prazos para a entrega das compras.Atentas, as empresas pontocom querem atrair mais público. O site de leilão e comércio Gibraltar, por exemplo, ampliou as formas de pagamento e vai oferecer o financiamento em até 24 parcelas. O site Amelia.com, do grupo Pão de Açúcar vai lançar o boleto bancário, que irá se somar ao cartão de crédito, tiquetes alimentação e cheque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.