Internet responde por 25% das transações bancárias

As operações com internet banking responderam por 25% das transações do setor bancário no ano passado, representando um aumento de 20% sobre 2010 e puxando o crescimento das transações bancárias no ano passado,  segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). O total de transações bancárias somaram cerca de 66 bilhões no ano passado, sendo 15,7 bilhões com internet banking. A entidade destacou que o avanço está atrelado ao aumento da penetração de smartphones. "Em um prazo de cinco a sete anos, o mobile banking terá a mesma relevância do internet banking", afirmou a Febraban, em apresentação a jornalistas. As contas correntes com internet banking atingiram 42 milhões em 2011, alta de 11% sobre 2010.

Rodrigo Petry, da Agência Estado,

25 de abril de 2012 | 13h42

Os investimentos e despesas em tecnologia tiveram crescimento de 11% no ano passado, somando R$ 18 bilhões. O número de agências avançou 7%, para 34,2 mil unidades, e o número de contas correntes ativas cresceu 3,8%, para 92 milhões.

"O internet banking vem ganhando espaço entre os meios de transação, sendo atualmente o meio com maior participação", disse o diretor de tecnologia da Febraban, Luis Antonio Rodrigues, em entrevista a jornalistas. No ano passado, a fatia do internet banking nas transações bancárias como um todo foi de 25%, frente a 13,5% do autoatendimento, 12,5% dos cartões, 6,8% das agências e 5,2% dos correspondentes.

Segundo a pesquisa, a penetração de contas correntes ativas com internet atingiu 46% no Brasil, próxima aos 56% do Reino Unido, 54% dos EUA e 50% da Alemanha. O número de contas correntes com internet banking no Brasil cresceu 11% no ano passado, para 42 milhões. "O acesso à banda larga, associado a investimentos em segurança, viabiliza o maior uso do internet banking", afirmou Rodrigues.

Também houve crescimento no número de operações bancárias realizadas por meio de smartphones e tablets, o mobile banking. No ano passado, cerca de 3,3 milhões de correntistas fizeram uso deste meio, representando um acréscimo de 49% sobre 2010. A expectativa da Febraban é de que entre cinco e sete anos este meio se torne tão relevante quanto o internet banking.

Tudo o que sabemos sobre:
bancosinternettransações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.