Internet substitui antigos 'pastinhas'

Do total de pedidos de crédito recebidos pelosite Bom Pra Crédito no primeiro bimestre, 11,6% foi feito por aposentados

O Estado de S.Paulo

05 Abril 2015 | 02h04

O crescimento da procura de linhas de crédito consignado por aposentados também foi registrado na internet. No primeiro bimestre deste ano, 11,6% das solicitações de crédito recebidas pelo site Bom Pra Crédito foram de aposentados na linha do consignado. Esse resultado é mais do que o dobro da média registrada por essa fatia de clientes no ano passado inteiro, que tinha sido de 5,3%.

"Cada vez mais os aposentados pesquisam e contratam crédito consignado por meio da internet", afirma o diretor do site, Ricardo Klichsztein.

Fundado em outubro de 2013, o site faz a intermediação entre os consumidores que buscam o crédito e os bancos. Só que no lugar do contato pessoal, que no passado era feito pelos famosos "pastinhas" que laçavam os consumidores nas ruas do centro velho de São Paulo, agora a ponte é por meio da internet.

O site, que fechou fevereiro intermediando R$ 14 milhões em empréstimos, tem mais de 300 mil pessoas cadastradas. O Bom Pra Crédito é correspondente bancário de 15 instituições financeiras, entre as quais estão Itaú, Bradesco, Daycoval, Portocred e BMG.

De acordo com Klichsztein, o valor médio de crédito solicitado pelos aposentados é de R$ 7.560 e o prazo médio dos empréstimos é de 56 meses.

A maioria dos aposentados (61,2%) vive no Sudeste e a idade média dos clientes é de 54 anos. Além do crédito consignado, os aposentados respondem por 4% da demanda das linhas de crédito com garantia de imóveis ou da linha de empréstimo tradicional, aquele que pode ser pago por meio de carnê ou com cheques pré-datados. No cartão de crédito, eles representam 6,6% das solicitações de financiamentos. / M.C.

Mais conteúdo sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.