Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Investidor espera medidas de Obama

Ações do novo presidente dos EUA terão de ser aprovadas pelo Congresso; reunião do Fed também está no foco

Leandro Modé, O Estadao de S.Paulo

26 de janeiro de 2009 | 00h00

Passada a festa, os investidores esperam agora ações práticas do novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para tirar o país da grave crise econômica em que se encontra. Essas ações, por sua vez, dependem da aprovação do Congresso. Por isso, o dia a dia dos congressistas americanos será acompanhado com grande atenção no mercado financeiro. Um dos eventos que já têm data marcada é a sessão do plenário do Senado que votará a indicação de Timothy Geithner para a Secretaria do Tesouro. A Comissão de Finanças da Casa aprovou seu nome na sexta-feira. Além disso, o pacote de Obama para tentar tirar os EUA da recessão precisará do sinal verde tanto do Senado quanto da Câmara. O evento de maior destaque desta semana é a reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), amanhã e quarta-feira. Como o juro básico está em uma banda de 0 a 0,25% ao ano, os especialistas não esperam mudança na taxa. A importância do encontro de janeiro está no comunicado tradicionalmente divulgado ao fim da reunião. Ali, os analistas vão saber como o Fed está interpretando os mais recentes dados econômicos do país. No Brasil, o investidor estará de olho na ata da reunião da semana passada do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), que sai quinta-feira. Também há expectativa em torno do relatório de política monetária e crédito do BC relativo a dezembro (amanhã). Por fim, também na quinta, sai o IGP-M de janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.