Investidor mira petróleo e inflação

Cotações da commodity e evolução dos preços têm influenciado fortemente o valor das ações na Bovespa

Leandro Modé, O Estadao de S.Paulo

16 de junho de 2008 | 00h00

A tensão sobre a economia dos Estados Unidos no início da semana passada se dissipou após a divulgação de indicadores considerados positivos no país. Mesmo assim, o Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) perdeu quase 4% entre segunda e sexta-feira. Segundo analistas, a queda foi provocada por fatores relacionados especificamente a algumas das principais empresas da bolsa brasileira. Os papéis da Petrobrás, por exemplo, tiveram desempenho fraco por causa do recuo das cotações do petróleo no mercado externo. As ações da Vale também se desvalorizaram em conseqüência das perdas de diversas commodities metálicas na semana passada e pela expectativa de que a empresa faça alguma grande aquisição em breve, o que elevaria as suas dívidas. Na agenda semanal, internamente, os investidores estarão atentos aos indicadores de inflação, como o IPC-Fipe e o IGP-10 (ambos na quinta-feira). Nos Estados Unidos, na terça-feira saem o Índice de Preços ao Produtor (PPI, em inglês) e a produção industrial, ambos referentes a maio. Na quarta, saem dados de estoques de petróleo no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.