Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Investidor não deve apostar contra o governo, alerta procurador da Anac

Procurador-geral da agência afirmou que 'diálogo tem limites porque a missão regulatória vai esbarrar em determinado ponto com os interesses dos investidores'

Renata Batista, O Estado de S.Paulo

04 Maio 2018 | 18h43

RIO - O procurador-geral da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Gustavo Carneiro de Albuquerque, recomendou aos investidores que não entrem em projetos "apostando contra", acreditando que o governo irá mudar o marco regulatório.

+ Dominadas por indicações políticas, agências têm 11 vagas na prateleira

O comentário foi feito durante apresentação para investidores da Vinci Partners. Segundo ele, os investidores precisam ter mais atenção à modelagem dos negócios em que estão entrando, para não acabarem batendo na porta do governo depois em busca de mudanças no que foi acordado.

"É melhor que se pactue até o limite as regras do jogo do que ficar um apostando contra o outro", disse. “A modelagem é o mais importante para o governo e para investidores. Por isso, precisamos investir em processos robustos de modelagem”, acrescentou.

Para ele, deve haver clareza de que nem sempre as agências estarão abertas para ouvir os investidores. “O diálogo tem limites porque a missão regulatória vai esbarrar em determinado ponto com os interesses dos investidores”, frisou.

+ Gol foi a única a registrar aumento tarifário em 2017, diz Anac

Albuquerque falou sobre a necessidade de as agências atuarem de acordo com processos claros e estabelecidos. “Processos robustos superam pessoas. Vocês (investidores), que tem o dinheiro, têm condições de pressionar o regulador a ter processos robustos e dar estabilidade regulatória. As boas práticas estão disponíveis há décadas. É só aplicar”, disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.