Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Investidor tem visão otimista sobre o Brasil, diz Mantega

Ministro diz que investidores se preocupam com duração da crise nos EUA, mas vêem 'descolamento' do País

Fabio Graner, da Agência Estado,

11 de fevereiro de 2008 | 14h56

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta segunda-feira, 11, que, em conversas com investidores internacionais em sua última viagem ao exterior, ele percebeu que eles estão mais preocupados e pessimistas com a crise externa e sua duração nos Estados Unidos e na União Européia. Segundo o ministro, os investidores têm percebido que tem havido um descolamento do Brasil em relação à crise. "Isso não quer dizer que possa haver algum impacto. Eles estão com o cenário mais pessimista, mas, em relação ao Brasil, têm uma visão otimista", disse Mantega.  Ele afirmou que este "descolamento" do Brasil não deve alterar o timing da chegada do grau de investimento para a economia brasileira. Mas ele acredita que, por conta das reservas sólidas, da situação clara de solvência e, mais recentemente, pelo maior vigor da economia, "que é um dado importante", o Brasil vai chegar ao grau de investimento ainda este ano.  Sobre a alta recente da inflação, Mantega destacou que ela está rigorosamente dentro do centro da meta. "Estamos com uma situação confortável de inflação", disse ele contrapondo com a situação da Europa, que vive, segundo ele, um dilema por conta da forte inflação de alimentos.  O bloco econômico discute se sobe o juro por conta da alta dos preços ou se o corta para promover a atividade econômica, afetada pela crise que teve origem nos Estados Unidos. As declarações foram dadas na portaria do Ministério, quando Mantega deixava o local para um encontro no Palácio do Planalto.

Tudo o que sabemos sobre:
Guido Mantega. Crise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.