Investidores aguardam balanços de empresa na próxima semana

Entre os resultados que mais preocupam os investidores está o da General Electric

Agências internacionais,

16 de janeiro de 2009 | 19h22

Um quarto das companhias que fazem parte do índice das ações mais negociadas na bolsa de Nova York (Dow Jones) divulgam seus resultados do quarto trimestre na próxima semana, que começa com o feriado de Martin Luther King, na segunda-feira.   Veja também: De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise     Entre os resultados que mais preocupam os investidores está o da General Electric, esperado para sexta-feira. O analista do Barclays Robert T. Cornell especulou que a GE pode divulgar uma surpresa desagradável, com um lucro no piso das projeções rebaixadas no mês passado, com mais da metade do lucro vindo de benefícios fiscais. O conglomerado é, no geral, considerado um tipo de termômetro para o setor industrial, mas as preocupações com relação a sua gigante unidade financeira estão no centro do colapso dos preços das ações em meio a persistente crise de crédito. Segundo fontes citadas pela CNBC e Bloomberg, a GE Capital vai cortar entre 7 mil e 11 mil empregos de sua força de trabalho.   Alguns dos maiores nomes do setor de tecnologia também anunciam seus resultados na próxima semana, incluindo IBM, Microsoft, Apple e Google. Os analistas esperam que a IBM (na terça-feira) proporcione uma bem vinda - embora apenas temporária - firmeza ao setor de tecnologia, que passou a exibir resultados trimestrais desapontadores e fracas perspectivas.   Quando a Apple anunciar seu balanço na quarta-feira, as preocupações sobre a saúde do seu executivo-chefe Steve Jobs e a perspectiva da companhia provavelmente estarão no foco das atenções. Espera-se que a Apple reporte um leve ganho na receita do quarto trimestre, mas os lucros devem ter encolhido.   No segmento de saúde e higiene, a gigante Johnson & Johnson deverá anunciar lucros maiores na terça-feira, apesar dos atrasos na aprovação de medicamentos e crescente concorrência dos genéricos para a forma oral do seu antipsicótico Risperdal, que tornaram o trimestre mais duro para a divisão farmacêutica da companhia - a maior em vendas.   Veja os principais resultados a serem divulgados:   Terça: International Business Machines (IBM), Johnson & Johnson, Continental Airlines e Thornburg Mortgage.   Quarta: Ebay, Apple, AMR Corp, UAL Corp, United Technologies e US Bancorp.   Quinta: Advanced Micro Devices, Google, Microsoft, Bank of New York Mellon Corp e da Ford Motor.   Sexta: General Electric e Xerox Corp.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.