Investidores atentos à Argentina e EUA

O dólar comercial operou em queda no decorrer de toda a manhã desta quinta-feira. Isso confirma que, dentre as notícias envolvendo o cenário internacional, são as provenientes da Argentina que têm exercido maior influência sobre a cotação da moeda norte-americana em relação ao real. No início da tarde, o dólar estava cotado a R$ 1,9480 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,20%.A aparente recuperação do mercado de câmbio é resultado, principalmente, de notícias dando conta de que os governadores de oposição acertaram apoio ao pacote fiscal do presidente Fernando De la Rúa, divulgado na sexta-feira passada. Com isso, os investidores agora aguardam o pacote de ajuda externa que deve ser divulgado nos próximos dias pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).Em relação aos juros, além das notícias argentinas, também a queda do preço do petróleo hoje no mercado internacional favorece o recuo das taxas no Brasil. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 17,730% ao ano, frente a 18,090% ao ano registrados na terça-feira. No mercado de ações, a maior influência vem dos Estados Unidos com a queda da Nasdaq - bolsa norte-americana que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet. Enquanto ela registrava queda de 0,80%, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) acumulava recuo de 0,10%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.