Investidores esperam depoimento de Delúbio e Copom

O depoimento do secretário-geral licenciado do PT Silvio Pereira, à CPI dos Correios, esteve no centro do noticiário desta terça-feira. Bem preparado para a sua defesa, Silvio Pereira não trouxe nenhuma informação considerada bombástica. Mas também deixou dúvidas sobre a consistência de algumas respostas, transferindo as expectativas para o depoimento, amanhã, do tesoureiro licenciado do PT Delúbio Soares.Os mercados tiveram mais um dia de poucos negócios. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou queda de 0,20%. O dólar comercial subiu 0,17% e encerrou o dia cotado a R$ 2,3420. As taxas de juros praticadas no mercado interbancário ficaram praticamente estáveis.A espera pela reunião mensal do Comitê de Política Monetária (Copom), que reavalia a Selic, a taxa básica de juros da economia, atualmente em 19,75% ao ano, também favoreceu a retranca dos investidores. A reunião começou hoje e termina amanhã. Os investidores também estão atentos aos números que o Ibope divulgará hoje, no Jornal Nacional, de pesquisa própria sobre os índices de aprovação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu governo após as denúncias de corrupção. O levantamento trará também avaliações específicas da opinião pública sobre o grau envolvimento do presidente Lula, do governo e de partidos e instituições políticas nos casos de corrupção que vêm sendo denunciados.De acordo com analistas os desdobramentos da crise devem reduzir o impacto da decisão do Copom no mercado, caso haja uma manutenção do juro no patamar atual. Isso porque a aposta pela manutenção é consensual há muitos dias. Se, surpreendentemente, houver corte da Selic, aumentará bastante a expectativa com relação à ata a ser divulgada na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.