Investidores já temem crise no Brasil, diz jornal inglês

O jornal britânico Financial Times destaca, na edição desta quinta-feira, a crise política no Brasil, afirmando que os investidores demonstram "temor à medida em que os escândalos crescem. Segundo a reportagem, inicialmente o mercado pensou que os escândalos ou não eram tão sérios, ou estavam desaparecendo. "Mas o número razoável de questões não resolvidas prolongaram a crise", disse o estrategista-chefe do banco UBS no Rio de Janeiro, Marcelo Mesquita.O jornal ressalta ainda o impacto da crise na Bolsa de Valores de São Paulo, que chegou a cair 3% no pregão da quarta-feira. O diário afirma que a crise desencadeada pelo deputado Roberto Jefferson, "a quem Lula chegou a afirmar confiar a ponto de lhe dar um cheque em branco", deixa em uma situação delicada o ministro da Casa Civil, José Dirceu. "As chances da saída do ministro nunca foram tão altas", diz a reportagem.O jornal espanhol El País também noticia a crise e diz que há uma "convicção de que Lula terá que cortar na própria carne", sacrificando integrantes de seu governo, como o "todo poderoso Zé Dirceu. Na lista de Lula, segundo o jornal, estariam também "o não menos poderoso tesoureiro, Delúbio Soares, o secretário do PT, Silvio Pereira".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.