Investimento é voto de confiança no Brasil, diz Votorantim

Para o presidente da empresa, José Roberto Ermírio de Moraes, investimentos são um 'choque de oferta'

Gustavo Freire, Agencia Estado

10 de outubro de 2007 | 19h42

O presidente da Votorantim Industrial, José Roberto Ermírio de Moraes, disse nesta quarta-feira, 10, ao deixar uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que a decisão de realizar um investimento recorde de R$ 25,7 bilhões entre 2008 e 2012 é um voto de confiança na economia brasileira. Para ele, o Brasil está no caminho certo. Os investimentos, na opinião de Ermírio de Moraes, são um "choque de oferta".Segundo o presidente da Votorantim Industrial, a maior parte dos investimentos estará voltada para o mercado interno. A decisão de realizar os investimentos, conforme o executivo, foi consolidada a partir da estabilidade macroeconômica conseguida pelo governo e pela decisão do próprio governo de realizar investimento em obras de infra-estrutura, contempladas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ele também comentou que, do total de investimentos a serem feitos, pretende direcionar cerca de R$ 2 bilhões para o esforço de geração de energia própria. A expectativa, de acordo com Ermírio de Moraes, é que em dois anos o grupo seja capaz de gerar 70% da energia que utiliza. Para ele, é uma questão de "vida ou morte". Na área de cimentos, o executivo comentou que os investimentos deverão resultar em aumento da produção de 35% a 40% nos próximos cinco anos. Ele também comentou que, durante o encontro, o presidente Lula disse: "Invistam, acreditem, o Brasil será melhor do que hoje".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.