Investimento em energia e teles está paralisado, alerta Abdib

O vice-presidente da Associação Brasileira de Infra-Estrutura e Indústria de Base (Abdib), Paulo Godoy, afirmou hoje que investimentos em alguns segmentos de infra-estrutura, como energia e telecomunicações, estão paralisados desde um pico de inversões ocorrido após as privatizações. O vice-presidente da Abdib calcula que os diferentes segmentos da área de infra-estrutura demandam, atualmente, investimentos de US$ 20 bilhões por ano.Godoy disse que a avaliação feita hoje pelo ministro do Planejamento, Guido Mantega, que um crescimento econômico acima do esperado pelo governo federal poderia provocar gargalos na infra-estrutura existente no País, traduz a preocupação do setor.Segundo ele, se o País crescer à taxa média de 3,5% ao ano, o que demandará investimentos de US$ 5,5 bilhões por ano na expansão do sistema elétrico, "o estoque de usinas geradoras terminará em 2008?. Ele alertou que, se o crescimento econômico for superior a isso, ?haverá um colapso do setor elétrico já em 2007?.InvestimentosEle acrescentou que o quadro dos investimentos na infra-estrutura ainda é negativo. De acordo com os dados da Abdib, o investimento externo, que atingiu o montante de US$ 32,7 bilhões em 2000, no pico do processo de privatização, caiu para US$ 10,1 bilhões em 2003 e, segundo estimativas da entidade, devem chegar a US$ 14,2 bilhões nesse ano.Os investimentos da iniciativa privada, que chegaram a US$ 13 bilhões em 2001, diminuíram para US$ 3,6 bilhões em 2003 e, segundo as projeções da Abdib, devem chegar a US$ 5,1 bilhões. O Estado, por sua vez, que havia investido US$ 7,2 bilhões em 2000, diminuiu seus aportes para US$ 3 bilhões em 2003, e deve, segundo expectativa preliminar da Abdib, chegar a US$ 5 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.