ELIAS OLIVEIRA/ESTADÃO
ELIAS OLIVEIRA/ESTADÃO

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Investimento em infraestrutura deve ser de pelo menos 5% do PIB, diz S&P

Segundo analistas da S&P, o investimento em infraestrutura pode aumentar a produtividade do País e impulsionar o crescimento econômico

Mateus Fagundes, Agência Estado

19 de junho de 2015 | 16h34

SÃO PAULO - O Brasil precisaria aumentar o investimento em infraestrutura para 5% ou mais do Produto Interno Bruto (PIB) para melhorar a qualidade da área do País, defendem analistas da agência de classificação de risco Standard & Poor's em um relatório publicado nesta sexta-feira, 19.

Segundo analistas da S&P, o investimento em infraestrutura pode aumentar a produtividade do País e impulsionar o crescimento econômico. Estimativas da agência apontam que um aumento de 1% do PIB nos gastos na área podem ter retorno de 2,5 vezes no indicador até 2017.

No entanto, os analistas da agência dizem que não esperam que o Tesouro Nacional forneça esse tipo de financiamento necessário ao BNDES nos próximos anos, devido às restrições próprias do governo e o ajuste fiscal em andamento.

"Diante disso, atrair o investimento do setor privado em infraestrutura é uma necessidade para o Brasil", escreveu o analista de crédito da S&P Marcelo Schwarz.

"Embora os bancos comerciais e, especialmente os mercados de capitais, possam desempenhar um papel maior, as ainda altas taxas de juros locais podem limitar o apetite dos investidores para o investimento de infraestrutura de longo prazo", diz o relatório.

O texto da agência afirma ainda que as iniciativas tomadas até agora, como benefícios fiscais para determinados investidores, não têm sido suficientes. "Em nossa opinião, incentivos adicionais são necessários para trazer em fundos privados, especialmente quando a atividade macroeconômica estabilizar", diz o relatório.

Tudo o que sabemos sobre:
economiainfraestruturaPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.