Estadão
Estadão

Investimentos em planos de previdência privada crescem 28,4% no primeiro semestre

Segundo a Fenaprevi, hoje mais de 12 milhões de pessoas possuem previdência complementar, sendo cerca de nove milhões planos individuais e o restante planos empresariais

Fernanda Guimarães, O Estado de S. Paulo

11 de agosto de 2015 | 13h58

SÃO PAULO - As contribuições para planos abertos de previdência somaram R$ 46,3 bilhões no primeiro semestre do ano, crescimento de 28,4% ante igual intervalo do ano passado, de acordo com dados da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), entidade que reúne 71 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar.

"Mesmo com desempenho positivo no primeiro semestre, avaliamos com cautela as projeções levando em conta o baixo crescimento da economia. Mas, numa perspectiva de longo prazo, nossa visão é positiva. Os planos de previdência são uma alternativa muito competitiva", afirmou, em nota, o presidente da entidade, Osvaldo do Nascimento.

Levantamento da Fenaprevi mostra ainda que hoje mais de 12 milhões de pessoas possuem planos de previdência complementar aberta. Dessa total, cerca de nove milhões possuem planos individuais e o restante refere-se aos planos empresariais. Considerando o mês de junho, as contribuições feitas por titulares de planos abertos de caráter previdenciário foram de R$ 9,79 bilhões.

Os dados apontam ainda que há um total de 91,36 mil pessoas já usufruindo benefícios, que inclui aposentadorias; pecúlios, por morte e por invalidez, que são pagos em caráter previdenciário. "A sociedade já percebe o benefício da previdência e queremos ampliar essa percepção. A educação financeira é um grande gap em praticamente todas as áreas de negócios", destaca o presidente da entidade.

Modalidades. Levando-se em conta as modalidades de planos, o VGBL recebeu contribuições de R$ 42,07 bilhões. Já o PGBL registrou entrada de R$ 3,83 bilhões no período analisado. Os planos tradicionais, por sua vez, tiveram contribuições de R$ 446 milhões. 

Tudo o que sabemos sobre:
previdênciaFenapreviinvestimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.