Investimento estrangeiro acumulado no ano cresce 19%

O bom resultado do Investimento DiretoEstrangeiro (IDE) de julho elevou o total acumulado no ano a US$ 5,6 bilhões, valor 19% superior aos US$ 4,8 bilhões apurados no mesmo período de 2003. O valor dos ingressos brutos de IDE está em linha com a média mensal histórica, de US$ 1 ,6 bilhão, diz estudo da Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e da Globalização Econômica(Sobeet), realizado pelo economista Fernando Ribeiro.Diz o estudo que, excluindo-se os paraísos fiscais, os EUA foram os principais investidores no Brasil em julho, concentrando 29% do total de ingressos. Os capitais holandeses representaram 14% do total. Os investimentos alemães, que vinham crescendo ao longo do ano, perderam o ritmo e representaram apenas 2% dosingressos no mês de julho. O estudo aponta ainda que os serviços atraíram mais investimento que agricultura e indústria, concentrando 63% do total de entradas de capital em julho. O principalreceptor foi o setor de distribuição de energia elétrica, gás e água.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.