Investimento estrangeiro direto soma US$ 5 bi em agosto

O Banco Central informou nesta terça-feira que os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) somaram US$ 5,034 bilhões em agosto.O valor ficou acima do esperado, conforme mediana de US$ 4 bilhões do AE Projeções, cujo intervalo ia de US$ 3,5 bilhões a US$ 5,9 bilhões. No acumulado do ano, os investimentos são de US$ 43,175 bilhões, pouco abaixo do verificado em igual período do ano passado (US$ 44,080 bilhões).

EDUARDO CUCOLO E CELIA FROUFE, Agencia Estado

25 de setembro de 2012 | 11h58

Na comparação com o Produto Interno Bruto (PIB), o IED acumulado do ano subiu de 2,69%, em 2011, para 2,85% em 2012. O IED acumulado em 12 meses chegou a US$ 65,755 bilhões (2,80% do PIB).

O BC informou ainda que o investimento estrangeiro em títulos de renda fixa brasileiros somou US$ 915 milhões em agosto e chega a US$ 7,193 bilhões no acumulado do ano. O resultado de 2011, no mesmo período ficou em US$ 11,315 bilhões.

Viagens internacionais

A conta de viagens internacionais registrou déficit de US$ 1,381 bilhão em agosto. Segundo dados divulgados pelo BC, esse saldo é resultado do volume de despesas pagas por brasileiros no exterior acima das receitas obtidas com turistas estrangeiros em passeio pelo Brasil.

O saldo negativo ficou muito parecido com o que foi visto em agosto do ano passado, déficit de US$ 1,327 bilhão. No acumulado dos oito primeiros meses de 2012, o déficit da conta de viagens soma US$ 10,076 bilhões, ante US$ 10,055 bilhões em igual período de 2011.

O Banco Central tem observado que a valorização do dólar em relação ao real e a desaceleração da economia brasileira tendem a acomodar os gastos de brasileiros no Exterior, que bateram sucessivos recordes em 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
BCSETOR EXTERNOAGOSTOIED

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.