Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Investimento estrangeiro direto soma US$ 8,7 bi no ano

Os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) somaram em abril ingresso líquido de US$ 3,409 bilhões, o que representa um valor ligeiramente inferior ao registrado em igual mês do ano passado, quando a entrada de capital externo produtivo somou US$ 3,872 bilhões. Os dados foram divulgados hoje pelo Banco Central.

FERNANDO NAKAGAWA E FABIO GRANER, Agencia Estado

26 de maio de 2009 | 11h03

No acumulado do ano de janeiro a abril, o ingresso de IED soma US$ 8,751 bilhões, o equivalente a 2,59% do Produto Interno Bruto (PIB). O valor, no entanto, é inferior ao observado nos primeiros quatro meses do ano passado, quando a entrada de recursos externos produtivos totalizou US$ 12,671 bilhões. No acumulado dos últimos 12 meses até abril, o IED soma US$ 41,138 bilhões, o correspondente a 2,93% do PIB.

Rolagem

A taxa de rolagem dos empréstimos externos de médio e longo prazos ficou em 87% em abril. Segundo o BC, o porcentual de dívidas renovadas de bancos é praticamente a metade do observado em igual mês do ano passado, quando a taxa estava em 155%. No acumulado de janeiro a abril de 2009, a renovação das dívidas está em 64%, bastante inferior ao nível registrado em igual período do ano passado, quando estava em 210%.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco Centralcontas externas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.