Investimento externo para o Brasil segue isento de IOF

O secretário-adjunto da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, explicou hoje que as operações de câmbio realizadas por investidores estrangeiros para aplicação no mercado brasileiro continuam com alíquota zero do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Segundo ele, a medida continua beneficiando os estrangeiros que alocam recursos em Bolsa de Valores e títulos públicos. Ele lembrou que esses investidores não pagavam CPMF e que, por isso, não foram incluídos nas medidas fiscais para compensação da queda da arrecadação com o fim da contribuição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.