Investimento na agricultura já está em queda, aponta IBGE

Com base nos dados sobre a produção industrial em abril divulgados hoje, o chefe da coordenação de indústria do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Silvio Sales, disse que "os investimentos desaceleraram, mas ainda não há uma reversão".Ele acrescentou que o setor de bens de capital - que servem para a produção do outros bens, tais como máquinas, equipamentos, material de transporte e construção - , "que é um pedaço dos investimentos, está em trajetória declinante, mas a pressão negativa ainda é localizada em agricultura e bens de capital mistos (microcomputadores e equipamentos para telecomunicações)".Para Sales, "a indústria em geral está estável, mas bens de capital estão ligeiramente declinantes", especialmente pela queda na agricultura. Segundo os dados de bens de capital abertos do IBGE, relativos a abril comparativamente a igual mês do ano passado, os bens de capital para agricultura foram os únicos que registraram queda nessa base de comparação (-37,2%).Nos demais, houve crescimento nessa base de comparação: bens de capital para construção (23%); para energia elétrica (14,8%); para transporte (9,7%); para máquinas e equipamentos (8,3%) e para uso misto (3,3%). Sales lembrou que os dados de bens de capital mostram que prosseguem os investimentos que ficam na própria indústria, incluindo ampliação de capacidade (para fins industriais) e que os dados do IBGE não incluem as importações de bens de capital, que também estão crescendo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.