Rafael Neddermeyeri/Fotos públicas
Rafael Neddermeyeri/Fotos públicas

Investimentos crescem 4,2% em dezembro, mas caem 2% em 2017

Formação Bruta de Capital Fixo teve um avanço considerável na reta final de 2017, mas o resultado fechado do ano ainda ficou no vermelho, segundo o Ipea

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

20 Fevereiro 2018 | 12h13

RIO - Os investimentos na economia registraram um avanço considerável na reta final de 2017, mas o resultado fechado do ano ainda ficou no vermelho, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no Produto Interno Bruto) cresceu 4,2% na passagem de novembro para dezembro.

A taxa do quarto trimestre teve elevação de 1,7% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Já o resultado acumulado no ano de 2017 foi de queda de 2%.

No último mês de 2017, o avanço da FBCF refletiu o bom desempenho de seus três componentes. O consumo aparente de máquinas e equipamentos (Came) subiu 4,2% em dezembro em relação a novembro; o indicador de construção civil registrou alta de 2%, o terceiro resultado positivo consecutivo; e o componente denominado outros ativos fixos teve aumento também de 2,0%.

+ Prévia' do PIB do Banco Central aponta que o País cresceu 1,04% em 2017

O consumo aparente de máquinas e equipamentos corresponde à produção industrial doméstica de máquinas e equipamentos, excluídas as exportações e acrescidas as importações. A produção doméstica de bens de capital menos as exportações cresceu 4,5% em dezembro ante novembro, enquanto o volume de importações registrou avanço de 5,6%.

O Indicador Ipea de FBCF tem como objetivo antecipar o resultado da FBCF apurada pelas Contas Nacionais Trimestrais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado oficial do PIB será divulgado pelo IBGE no próximo dia 1º de março. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.