Investimentos do PAC 2 chegam a 67% do previsto até 2014

De 2011 até agosto deste ano, governo gastou R$ 665 bilhões em infraestrutura logística, social e urbana

Laís Alegretti, Eduardo Rodrigues e Ricardo Della Coletta, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 11h22

BRASÍLIA - O oitavo balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), divulgado nesta quinta-feira, 17, pelo Ministério do Planejamento, indica que o governo investiu 67% do previsto para o período que vai de 2011 até 2014.

O investimento global do programa, até 31 de agosto deste ano, foi de R$ 665 bilhões em infraestrutura logística, social e urbana.

Já as ações concluídas do PAC 2 somam R$ 448,1 bilhões, o que representa 69% do previsto até 2014. O resultado é 25,6% maior que o do último balanço, quando o volume era de R$ 388,7 bilhões.

Habitação. Do total de R$ 655 bilhões realizados até agosto deste ano, o financiamento habitacional responde por R$ 217,4 bilhões, as empresas estatais executaram R$ 178,3 bilhões e o setor privado, R$ 129,9 bilhões. Os recursos do Orçamento da União somam R$ 67,4 bilhões e do programa Minha Casa, Minha Vida, R$ 60,3 bilhões.

O valor pago com os recursos da União, segundo o governo, totalizou R$ 34,9 bilhões até 14 de outubro deste ano, o que representa aumento de 17,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Os valores empenhados também cresceram, de R$ 33,9 bilhões no ano passado para R$ 38,1 bilhões neste ano, um aumento de 12,4%.

Tudo o que sabemos sobre:
PAC 2

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.