Investimentos do PAC crescem 45% até agosto

Investimentos no Programa de Aceleração do Crescimento somam R$ 42,3 bilhões de janeiro a agosto; alta não foi suficiente para ajudar o governo a cumprir a meta fiscal

Economia & Negócios

30 de setembro de 2014 | 10h31

Os investimentos do governo federal no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) registraram uma alta de 45,6% de janeiro a agosto deste ano, informou o Tesouro Nacional nesta terça-feira, 30. No período, os investimentos somaram R$ 42,3 bilhões, contra R$ 29 bilhões entre janeiro e agosto do ano passado. 

Considerando somente o mês de agosto, os investimentos do PAC somaram R$ 8,4 bilhões, alta de 68,7% na comparação com o mesmo mês de 2013, quando os investimentos foram de R$ 5 bilhões. Os investimentos do PAC podem ser abatidos da meta fiscal. 

A alta dos investimentos do PAC não foi suficiente para ajudar o governo a cumprir a meta fiscal no segundo quadrimestre do ano, ou seja, a economia nos gastos públicos para pagamento de juros da dívida. O superávit primário acumulado de janeiro a agosto é de apenas R$ 4,6 bilhões, 0,14% do PIB. A meta era de uma economia de R$ 39,2 bilhões.

Já os investimentos totais do governo federal alcançaram R$ 53,7 bilhões nos oito primeiros meses de 2014, com alta de 27,4% ante o mesmo período de 2013.

Com informações da Agência Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
pacgoverno central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.