Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Investimentos na América Latina são revistos, diz jornal

O jornal britânico Financial Times afirma nesta segunda-feira que empresas que costumavam investir na América Latina estão "revendo seus planos" diante de temores de que a tendência intervencionista vivida no continente crescerá. O jornal acrescenta que apropriações de empresas inspiradas em ideais nacionalistas e restrições burocráticas estão "diminuindo o apetite" de investidores pela região.De acordo com o jornal, a tendência é surpreendente, visto que "as economias dos países latino-americanos estão mais estáveis atualmente do que nos últimos 30 anos". Os países latino-americanos, diz o FT, têm índices inflacionários de apenas um dígito e poderiam se beneficiar com a crescente demanda da China e de outros países asiáticos por matérias-primas que possuem em abundância, como cobre e minério de ferro.O Financial Times comenta que nos setores de gás natural e petróleo governos começaram a impor contratos mais duros para investidores internacionais e acrescenta que projetos de nacionalização na Bolívia e no Equador foram particularmente negativos.Segundo o diário, mesmo nações tidas como receptivas a investimentos estrangeiros não fogem à tendência do continente. "O governo de centro-esquerda do Brasil foi mais receptivo, mas vem fracassando em reduzir entraves burocráticos e numerosos ônus trabalhistas e encargos fiscais". Para o Financial Times, a Argentina não fica atrás, pois tem ,"no papel, as leis de investimento mais liberais do mundo, mas o governo esquerdista de Néstor Kirchner vem intervindo de forma arbitrária em inúmeros setores".

Agencia Estado,

29 de maio de 2006 | 07h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.