Investir em ouro exige cuidado com segurança

Aplicar em ouro exige cuidados especiais, como a escolha de um local seguro para guardar seu investimento. Existem duas opções: providenciar um cofre ou manter as barras de ouro em custódia de instituição financeira confiável. A custódia, sem dúvida, é a maneira mais segura para o investidor guardar seu ouro. Também é a forma mais barata pois, ao retirar o ouro da custódia e levá-lo para casa, por exemplo, o investidor só vai conseguir negociá-lo nos meios oficiais se provar a sua autenticidade. Para isso, o material deverá ser refundido para que o seu grau de pureza seja confirmado. Por esse serviço, o investidor terá que pagar, o que reduz seus rendimentos.A própria BM&F oferece o serviço de custódia e é lá que o investidor vai pagar mais barato - 0,07% ao mês. Trata-se de uma economia de 30% em relação aos outros bancos custodiantes - Banco do Brasil (uma agência em São Paulo e outra no Rio de Janeiro), Banco Francês e Brasileiro, Banco Real, Banco Safra, Banco Sudameris, Casa da Moeda do Brasil e Citibank.Veja mais informações sobre o mercado de ouro nos links abaixo.

Agencia Estado,

13 de setembro de 2001 | 20h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.