IOF maior leva cliente a migrar para o leasing

O aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), em vigor a partir deste mês, levou a uma migração ainda maior de compradores de carros novos para o financiamento por meio de leasing, em substituição ao tradicional Crédito Direto ao Consumidor (CDC). Em algumas lojas, a modalidade chega a responder por até 90% das vendas financiadas, ante média de 60% no ano passado.Os próprios bancos e financeiras oferecem vantagens para o leasing, induzindo o consumidor a essa opção ao cobrar taxas mais altas para o CDC, mesmo antes da mudança do IOF, que passou de 1,5% para 3,38% ao ano. ?O momento é próprio para que as empresas de arrendamento ofereçam leasing com custos mais baixos por causa de planejamentos fiscais?, informa Luiz Montenegro, presidente da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef).O mercado de veículos novos continua aquecido, depois de bater recorde em 2007, com 2,46 milhões de unidades vendidas. Até o dia 17 foram licenciados 105,5 mil automóveis e comerciais leves, um aumento de 36,8% em relação a igual período do ano passado. Incluindo caminhões e ônibus, a soma vai a 110,6 mil unidades, com alta de 36,3%. As montadoras trabalham com projeção de vendas de 214 mil unidades. Se confirmada, será o melhor janeiro da história do setor. No início do mês o mercado estava morno, pois os consumidores estavam assustados com as notícias do aumento do IOF, explica Daniel Queiroga, gerente da revenda Fiat Amazonas Sumaré, de São Paulo. ?Depois começaram a pesquisar preços e perceberam que a compra por leasing é vantajosa e o movimento voltou a se aquecer.?Na Amazonas, 65% dos financiamentos feitos este mês foram por leasing, ante média de 40% no ano passado. Um Uno vendido por R$ 25 mil pode ser financiado pelo leasing em 60 prestações mensais de R$ 636. Pelo CDC, sairia por R$ 720 ao mês. ?As vendas por leasing já estavam fortes, mas agora aumentaram?, diz Rodrigo Callado, gerente da Anhembi, revenda da GM. Segundo ele, cerca de 90% das vendas financiadas do grupo são por meio de leasing . O CDC é opção principalmente de taxistas e clientes que vão pagar o veículo num prazo de até dois anos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.