IPC de agosto ficará em zero ou com pequena deflação, prevê Fipe

O coordenador do ïndice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fipe, Paulo Picchetti, manteve hoje sua projeção de que a inflação na capital paulista encerrará o mês com estabilidade ante o 0,30% registrado em julho, com a possibilidade de até mesmo o índice ficar levemente negativo."Pelo jeito, vai dar deflação e podemos ver até mesmo um pequeno aprofundamento da queda", disse, referindo-se à taxa de -0,04% registrada na terceira quadrissemana de agosto. Para o ano, ele também não alterou o intervalo esperado para o IPC, de 5% a 5,5%.De acordo com Picchetti, a variação dos preços dos produtos comercializados em São Paulo está próxima a zero, com destaque para os alimentos, que seguem com muita volatilidade."As três pontas observadas no mês estão negativas e seria preciso uma alta muito forte na última quadrissemana para que o índice suba em agosto", comentou, acrescentando que, no momento, ele não enxerga possibilidade de isso ocorrer em algum item específico.

Agencia Estado,

26 de agosto de 2005 | 12h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.