IPC fica em 0,30% na segunda prévia de fevereiro

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) da USP registrou inflação de 0,30% na capital paulista na segunda pesquisa de fevereiro. O IPC-Fipe da segunda quadrissemana de fevereiro ficou dentro das expectativas do mercado, mas situou-se no intervalo máximo das previsões. As estimativas apuradas ontem pela Agência Estado junto ao mercado iam de 0,13% a até 0,30%.Vale destacar que, na pesquisa feita ontem pela AE, a maioria das previsões era de um índice menor, entre 0,15% e 0,20%. O resultado de 0,30%, embora abaixo da taxa de 0,34% registrada na primeira quadrissemana, sugere uma desaceleração da queda da inflação em São Paulo.O índice havia fechado em 0,57% em janeiro e teve uma queda expressiva para a primeira quadrissemana de fevereiro. Deste período até a segunda quadrissemana, no entanto, a queda foi mais amena, de 0,34% para 0,30%.O grupo Educação ainda apresenta a maior alta (+1,76%), mas sua variação foi bem menor se comparada à primeira prévia de fevereiro, quando foi apurado aumento de 3,50% do item.Já o grupo Alimentação, do qual depende a ocorrência de deflação neste mês, segundo o economista da Fipe, Heron do Carmo, subiu em relação à pesquisa anterior. Os dados divulgados esta manhã apontam variação de 0,85%, contra 0,75% na primeira prévia do mês.Apesar da variação negativa (-1,21%), Transportes registrou alta em comparação à pesquisa anterior, quando apresentou queda foi maior: 1,45%. Vestuário também teve variação negativa (-0,24%). Com exceção de Saúde, que subiu de 0,56% para 0,84%, todos os demais itens caíram em relação à primeira pesquisa de fevereiro. Veja a variação dos itens que compõem o IPC: Habitação: +0,52%;Alimentação: +0,85%; Transportes: -1,21%; Despesas Pessoais: +0,16%; Saúde: +0,84%; Vestuário: -0,24%; Educação: +1,76%; Índice Geral: +0,30%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.