IPC-Fipe acelera para 0,68% na 1ª prévia puxado por alimentos

No encerramento de abril, índice apresentou alta de 0,54%; resultado ficou acima do esperado pelos analistas

SÉRGIO CAMARGO, Agencia Estado

12 de maio de 2008 | 06h06

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou alta expressiva na cidade de São Paulo influenciada, principalmente, pela elevação nos preços dos alimentos. O índice alcançou 0,68% na primeira quadrissemana de maio, ante 0,54% no encerramento de abril, informou nesta segunda-feira, 12, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O resultado ficou bem acima do teto das estimativas dos analistas, que iam de 0,50% a 0,59%, segundo pesquisa realizada pela Agência Estado.  Veja também: Alta de alimentos não se manterá no longo prazo, diz analistaEntenda a crise dos alimentos Entenda os principais índices de inflação Os grupos que tiveram alta entre o fechamento de abril e a primeira prévia de maio foram Alimentação (de 0,84% para 1,23%), Habitação (de 0,47% para 0,52%), Despesas Pessoais (de 0,38% para 0,51%), Saúde (de 1,00% para 1,28%) e Vestuário (de 0,64% para 0,80%). Desaceleraram os segmentos Transportes (de 0,25% para 0,23%) e Educação (de 0,04% para 0,03%).   Veja como ficaram os grupos que compõem o IPC-Fipe:Habitação: 0,52%Alimentação: 1,23%Transportes: 0,23%Despesas Pessoais: 0,51%Saúde: 1,28%Vestuário: 0,80%Educação: 0,03%Índice Geral: 0,68%

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoIPC-Fipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.