IPC-S cai para 0,77% (ante 0,85% da semana anterior)

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) referente a semana de 14 de junho caiu para 0,77%, ante 0,85% registrados na semana anterior. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A variação ficou dentro das expectativas dos analistas de mercado (0,72% a 0,92%). Segundo os economistas da FGV observaram no documento de divulgação do IPC-S, "esta taxa confirma a tendência de desaceleração iniciada na última divulgação, sendo basicamente ditada pelo grupo Alimentação". A alta dos produtos alimentícios desacelerou de 1,77% na semana anterior para 1,44% na semana de referência. Apesar da perda de ritmo nos reajustes, a pressão sobre o grupo permaneceu forte, especialmente por produtos como tomate (25,17%), manga (24,45%), cebola (37,94%) e, ainda, a nova pressão do grupo de laticínios (2,73%). Houve desacelerações também nos grupos de Habitação (0,46% na semana anterior para 0,44% na semana de referência); Educação, Leitura e Recreação (0,03% para -0,02%) e Despesas Diversas (0,36% para 0,24%). Por outro lado, houve aceleração nos grupos de Vestuário (1,06% para 1,27%), sob pressão de roupas e calçados (1,65% na semana); Saúde e Cuidados Pessoais (0,75% na semana anterior para 0,89%) e Transportes (0,49% para 0,59%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.