IPC-S é de 0,68% (ante 0,59% da semana anterior)

A inflação de 27 de abril a 25 de maio medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi de 0,68%. O IPC-S divulgado na semana passada, do período até 17 de maio, tinha sido de 0,59%.Os grupos que mais contribuíram para a alta da inflação foram Alimentação (que subiu de 0,88% no índice da semana passada para 1,10% desta vez), Habitação (de 0,47% para 0,52%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,96% para 1,04%). No primeiro, os destaques de alta foram Hortaliças e Legumes, com 5,93%, e Frutas, com 5,79%, e os de baixa foram Aves e Ovos (-1,14%) e Carnes Bovinas (- 0,91%).Outro grupo que mostrou aumento no ritmo dos preços foi o de Transportes, que passou de 0,28% para 0,45%. Foi o terceiro aumento consecutivo desse grupo, tendo as maiores influências vindas do álcool e da gasolina, que subiram, respectivamente, de 0,76% para 2,10% e de 0,08% para 0,45%. O grupo de Vestuário ficou praticamente estável, passando de 0,89% para 0,90%, de uma semana para a outra.A inflação no período diminui em dois grupos. O de Educação, Leitura e Recreação aprofundou a deflação, que passou de 0,05% no IPC-S da semana passada para 0,12% esta semana. A variação do grupo de Despesas Diversas caiu de 0,47% para 0,40%, segundo a FGV porque os itens Cigarros e Mensalidades para Internet registraram desacelerações, respectivamente, de 0,13 ponto porcentual e de 0,24 ponto porcentual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.