carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

IPC-S fica em 0,61% na semana encerrada em 13/12

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ficou em 0,61% na semana encerrada em 13 de dezembro, segundo informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). No IPC-S anterior, de até 6 de dezembro, o indicador havia ficado em 0,57%. Os grupos que apresentaram alta de preços no período foram: Vestuário (de 1,16% para 1,52%); Transportes (1,89% para 1,96%); Alimentação (de 0,06 para 0,17%); Educação, Leitura e Recreação (de 0,29% para 0,33%); Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,23% para 0,24%). Apresentaram queda os grupos de Habitação (de 0,54% para 0,47%); e Despesas Diversas (de 1,07% para 1,00%). A fundação destacou que os grupos Transportes e Habitação foram os maiores determinantes para a formação da taxa do IPC-S, representando dois terços do resultado final. As trajetórias, entretanto, foram opostas. Por produtos, as altas de preços mais expressivas no IPC-S foram apuradas em gasolina (3,41%); tarifa de telefone residencial (1,81%); e mamão papaia (18,36%). Por regiões, nesta apuração do IPC-S todas as 12 capitais pesquisadas apresentaram alta em suas taxas de inflação, medidas pelo indicador, ante a apuração anterior. A maior taxa ficou com Belo Horizonte (1,31%). Já a menor taxa foi registrada em Belém (0,35%).

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2004 | 09h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.