IPC-S sobe 0,05% na 2ª quadrissemana de agosto, diz FGV

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) abandonou o campo da deflação na segunda quadrissemana de agosto e a taxa subiu 0,05%, informou nesta sexta-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Na primeira leitura do mês, o indicador registrou queda de 0,02%.

MARIA REGINA SILVA, Agencia Estado

16 de agosto de 2013 | 08h32

Segundo a FGV, cinco das oito classes de despesa que compõem o índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição para a alta do IPC-S veio do grupo Transportes, que saiu de recuo de 0,50% para retração menos intensa, de 0,25%. O destaque desse grupo ficou com o item tarifa de ônibus urbano, cuja taxa negativa passou de 1,89% na primeira medição para 0,81% na segunda quadrissemana de agosto.

Também influenciaram a elevação do IPC-S na passagem da primeira para a segunda leitura do mês os grupos Vestuário (de baixa de 1,04% para queda de 0,68%); Alimentação (de -0,11% para -0,08%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,32% para 0,38%) e Habitação (de 0,29% para 0,30%).

Já os grupos que pressionaram menos o índice geral entre a primeira e a segunda quadrissemana do mês foram Educação, Leitura e Recreação (de 0,39% para 0,32%), Despesas Diversas (de 0,25% para 0,19%) e Comunicação (de 0,12% para 0,11%).

Tudo o que sabemos sobre:
IPC-SFGV2ª quadrissemana agosto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.