IPC-S tem alta de 0,63% e fecha o ano em 2,06%

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ficou em 0,63% na semana de 31 de dezembro, ante 0,47% na semana anterior, segundo divulgou nesta terça-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O índice da última semana de dezembro, equivale à taxa acumulada no mês, e veio bem acima das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam para o índice uma variação entre 0,49% e 0,55% para dezembro. Em 2006, o IPC-S acumulou alta de 2,06%, variação bem inferior à registrada no acumulado de 2005 (4,93%). Das sete classes de despesa que compõem o IPC-S, cinco registraram aceleração de preços na semana de 31 de dezembro. O grupo Transportes foi o principal responsável pela aceleração na taxa, passando de uma variação de 2,55% na semana de 22 de dezembro para 3,42% na semana do dia 31, sob influência dos reajustes nas tarifas de ônibus urbanos e metrô. Houve aceleração também, de uma semana para a outra, nos grupos de Alimentação (-0,03% para 0,05%); Habitação (0,01% para 0,16%); Vestuário (0,40% para 0,62%); Saúde e Cuidados Pessoais (0,42% para 0,56%). Os grupos que apresentaram desaceleração foram Educação, Leitura e Recreação (0,31% para 0,17%) e Despesas Diversas (1,32% para 0,60%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.