IPC-SP, medido pela FGV, acumula alta de 6,15% em 12 meses

O Índice de Preços ao Consumidor de São Paulo (IPC-SP), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), acumula alta de 6,15% em 12 meses até fevereiro. No período, o grupo Transportes foi o que apresentou maior elevação dos preços (8,14%), seguido por Vestuário (7,67%) e Despesas Diversas (7,05%), todos com elevações superiores à média do índice.Entre os grupos que menos pressionaram o IPC-SP em 12 meses, até o mês passado, estão Saúde e Cuidados Pessoais (4,01%), Educação, Saúde e Recreação (4,82%) e Habitação (5,86%).Alguns destaques de alta, levando-se em consideração o mesmo período de referência são o subgrupo hortaliças e legumes (27,45%) e o item cursos preparatórios para o vestibular (22,44%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.