IPCA-15 de janeiro fica em 0,62%

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu para 0,62% em janeiro, ante 0,55% registrados em dezembro. Os principais impactos para a elevação da taxa foram dados, segundo o IBGE, pelo gás de botijão (alta de 7,23% como resultado da liberação de preços a partir de primeiro de janeiro) e energia elétrica, com reflexos do aumento de 2,38% referente ao reajuste contratual de concessionária no Rio e reajuste extraordinário de 2,90% no final de dezembro nas cidades com racionamento. Os alimentos registram variação (0,81%) pouco abaixo de dezembro (0,83%). A principal influência de queda nos preços foi dada pela gasolina (-3,63%). Os preços para cálculo foram coletados no período de 11 de dezembro a 15 de janeiro. O IPCA-15 difere-se do IPCA (o índice oficial usado pelo governo) apenas no período de coleta, sendo que a do IPCA ocorre ao longo do mês civil, de 1 a 30 ou 31.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.