IPCA-15 desacelera mais que o esperado e sobe 0,63% em julho

A inflação medida pelo ÍndiceNacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desaceleroumais que o esperado em julho. O indicador registrou alta de 0,63 por cento no mês,seguindo a alta de 0,90 por cento em junho, informou oInstituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nestaquinta-feira. A mediana das estimativas de 25 instituições financeirasconsultadas pela Reuters apontava uma taxa de 0,67 por centopara o indicador de julho. Os prognósticos variaram de 0,60 porcento a 0,74 por cento, resultado em média de 0,68 por cento. No ano, o IPCA-15 acumula elevação de 4,33 por cento. Nosúltimos 12 meses, o avanço acumulado foi de 6,30 por cento. O IPCA-15 é tido como uma prévia do IPCA, o índice queserve de referência para a meta de inflação do governo. A metodologia de cálculo é a mesma, apurando a variação depreços para famílias com renda de até 40 salários mínimos em 11regiões metropolitanas do país. A diferença está no período de coleta, já que o IPCA mede omês calendário. (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

REUTERS

24 de julho de 2008 | 09h11

Mais conteúdo sobre:
INFLACAOIPCAQUINZE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.