Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

IPCA-15 sobe menos no mês, mas fica acima do esperado

A inflação pelo Índice Nacional dePreços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) diminuiu em fevereiroem razão de uma menor pressão dos alimentos, mas superou o tetodas previsões do mercado. O indicador subiu 0,64 por cento neste mês, seguindo a altade 0,70 por cento em janeiro, informou o Instituto Brasileirode Geografia e Estatística (IBGE), nesta terça-feira. Vinte e dois analistas consultados pela Reuters previam,segundo uma mediana, variação do IPCA-15 de 0,60 por cento parao mês. Os prognósticos oscilaram de 0,50 a 0,62 por cento. A principal contribuição individual para o índice do mêsveio dos cursos de ensino formal, de 0,20 por cento. Com isso,o grupo Educação teve aumento de 3,61 por cento, contribuindocom 0,25 ponto para o IPCA-15. As mensalidades e os materiais escolares costumam serreajustados no início do ano letivo. Já os preços dos alimentos reduziram a alta, para 1,13 porcento em fevereiro contra 1,96 por cento em janeiro. Maiorespressões dos últimos meses, os feijões subiram em ritmo menor eas carnes tiveram leve queda. No ano, o IPCA-15 acumula elevação de 1,34 por cento e nosúltimos 12 meses, de 4,74 por cento. O IPCA-15 é tido como uma prévia do IPCA, o índice queserve de referência para a meta de inflação do governo. Ametodologia de cálculo é a mesma, apurando a variação de preçospara famílias com renda de até 40 salários mínimos em 11regiões metropolitanas do país. A diferença está no período de coleta, já que o IPCA mede omês calendário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.